Um acidente entre Lewis Hamilton e Nico Rosberg marcaram o circuito de Barcelona, palco do GP de Espanha. O aparatoso acidente deixou o campeão do mundo com as mãos na cabeça e o alemão e actual líder do campeonato incrédulo com o que tinha acabado de acontecer em pouco mais de 20 segundos de prova.

“É uma grande perda para a equipa. Trabalhámos bem para estar aqui e é muito doloroso sair na primeira volta. Estas coisas acontecem, a escuderia está unida e temos que voltar mais fortes”, concluiu Hamilton, já depois de o austríaco Niki Lauda, ex-piloto e presidente não executivo da Mercedes, ter responsabilizado o britânico pelo acidente.

Lewis Hamilton, três vezes campeão do mundo, partiu da ‘pole-position’, mas Rosberg, líder do Mundial com pleno de quatro vitórias, conquistou a primeira posição logo na primeira curva da volta inicial.

Hamiltou manteve-se perto do alemão e, logo depois, em curva alargada, tentou ultrapassar Rosberg. O líder do mundial ‘fechou’ Hamilton, junto à relva, originando um pião, que resultou num choque entre ambos, impedindo a 11.ª vitória consecutiva da Mercedes.

O Grande Prémio de Espanha, quinta prova do Mundial, foi ganha pelo holandês Max Verstaapen, da Red Bull, que se tornou o mais jovem piloto a vencer uma corrida de Fórmula 1, com 18 anos.

[Fancy_Facebook_Comments]