Chegou à escola como habitualmente e viu o neto ali à mão. Deu-lhe um abraço e perguntou se o rapaz estava pronto a ir para casa. O miúdo disse que sim e quando uma assistente lhe perguntou se aquele era o avô, o menino confirmou. Seguiram os dois para casa, em Orangeburg, county do estado da Carolina do Sul (EUA).

E foi só então que Joseph Fuller se apercebeu de que tinha levado uma criança que não era o seu neto. Embaraçado, apressou-se a devolver a criança à escola primária de Edisto e pediu desculpa pelo engano, que aconteceu no final de Maio.  “A criança que eu trouxe era muito parecida com o meu neto. Foi um erro sem intenção”, explicou o avô a uma televisão local.

O pai da criança levada por engano critica a escola por ter permitido que o filho fosse levado por um estranho, mas diz que o caso pode ser pedagógico: “Espero que os pais e a escola aprendam com este episódio, para que não se repitam situações destas”. A escola anunciou que está a rever as regras de entrega das crianças aos pais e familiares e promete que será mais rigorosa neste processo.

[Fancy_Facebook_Comments]