Buraka Som Sistema: Já temos saudades

Os jardins da Torre de Belém receberam ontem mais de 15 mil pessoas para assistir ao último (ou talvez não) concerto dos Buraka Som Sistema. De “Yah” a “Get Stupid”, não houve uma música em que não se conseguisse vibrar com Blaya, Condutor, Riot, Kalaf, Branko e até com a saudosa Pongo Love.

Foram dez anos a espalhar o kuduro electrónico aos sete ventos deste mundo que tão bem os acolheu, dos Estados Unidos à Austrália ou da Noruega à África do Sul. Essa vibração e carinho evidente no público deixava estampada na atmosfera a pergunta: porquê acabar quando está tão doce? Buraka é vida, é vibração, é Angola, é Lisboa, é gente, é calor, é tanto mas tanto para dar, que fica o desconforto de saber que este pode ter sido o último show.

Para mais tarde recordar vê a galeria de fotos do evento, que encerrou as festas da cidade de Lisboa e dá início ao próximo projecto do conjunto: o Globaile.

No palco estiveram ainda os peruanos Dengue Dengue Dengue, os sul-africanos Batuk, o brasileiro MC Bin Laden, os portugueses Kking Kong e Dotorado Pro.

Equipa BANTUMEN

A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.