Algumas das maiores estrelas do desporto profissional americano querem começar um movimento entre os seus colegas para abraçarem o activismo politico e falarem contra as injustiças raciais.

Os jogadores da NBA Carmelo Anthony, Chris Paul, Dwyane Wade e LeBron James falaram no início dos ESPY Awards (onde se premeia todos os campos de excelência do desporto), esta quarta-feira à noite, perante uma audiência de atletas e outros fãs de desporto, pedindo mudanças e novas vozes no debate sobre a brutalidade policial.

“O sistema está quebrado,” disse Anthony, um defesa dos New York Knicks. “Os problemas não são novos, a violência não é nova e a divisão racial definitivamente não é nova. Mas a urgência da grande mudança está no seu ponto mais alto.”

Paul, que é sobrinho de um agente da polícia, nomeou algumas das vítimas mais recentes de tiroteios policiais, enquanto Wade, um nativo de Chicago, pronunciou-se contra a violência armada que tem destruído comunidades em todo o país. Por outro lado, James, desafiou outros atletas a se educarem em relação a estes assuntos.

Anthony enviou um apelo por uma acção, escrevendo para o jornal The Guardian, “Nós, atletas, não podemos mais permanecer à margem, na luta pela justiça.” No sábado passado, quatro jogadoras de WNBA da equipa Minnesota Lynx, realizaram uma conferência de imprensa, antes do jogo, para abordar a violência recente. À margem do activismo por décadas, há finalmente um movimento entre os atletas profissionais para se levarem a cabo debates cruciais do país.

As posições tomadas pelos atletas têm, por vezes, estimulado reacções de raiva entre os agentes policiais e os seus sindicatos. Como exemplo, após as Lynx terem feito o seu activismo público, quatro ex-agentes policiais de Minneapolis, que estavam a trabalhar durante o jogo como seguranças privados, abandonaram o recinto e o presidente do sindicato que representa os policias de Minneapolis elogiou-os por o terem feito.

Mas nem todos os atletas caminham no mesmo sentido para tentar resolver a situação de forma pacífica. Isaías Crowell atleta dos Cleveland Browns, postou uma imagem nas redes sociais onde se vê cortarem a garganta a um polícia.

[Fancy_Facebook_Comments]