NC_Prince_Harry_HIV_Test_MEM_160714_16x9_992

Membro da família real Britânica, o Principe Harry, fez um teste de HIV a semana passada, com o objectivo de acabar com o preconceito em relação ao teste do vírus do HIV. Mas quem deve fazer o teste de HIV e com que frequência?

O teste do Principe, que foi transmitido ao vivo no Facebook a 14 de Julho, levou apenas alguns minutos e os resultados foram negativos.

“Quer sejas homem, mulher, homossexual, branco ou negro, o que for — porque é que não fazes o teste?” disse o Principe Harry. “Se tentarmos tirar o preconceito que existe sobre o teste do HIV, no meu entendimento é… normalizar a situação, com certeza é melhor que toda a gente seja testada,” disse o príncipe.

Prince-Harry-Gets-HIV-TestHarry está correcto ao dizer que toda a gente deve fazer o teste do HIV, até certo ponto; o ‘Centers for Diasease Control and Prevention (CDC)’ (centro de controlo e prevenção de doenças) dos EUA, recomenda que pessoas com idades entre os 13 e os 64 anos façam o teste do HIV, pelo menos uma vez, como parte da sua rotina de cuidados de saúde, independentemente do seu risco de contrair o vírus.

De acordo com o CDC, cerca de 1 em cada 8 pessoas com HIV, nos EUA, não sabem que está infectada com o vírus. Isto num só país, imagem em todo o mundo e em particular em países com menos meios de investigação e cuidados médicos.

Mesmo pessoas em relações monogâmicas devem saber, com certeza, se alguma delas está infectada, diz o CDC.

1468498576-989a4ef22665a2efc394ed5da5c24bae-600x391

As pessoas devem efectuar o teste mais vezes se tiverem alguns dos factores de risco. Por exemplo, as pessoas devem efectuar o teste pelo menos uma vez por ano se:

  • Tiveram relações sexuais com mais do que um parceiro(a), desde o último teste de HIV;
  • Tiveram relações sexuais com um parceiro(a) HIV-positivo;
  • Se injectou drogas e partilhou agulhas com outros;
  • Se foram diagnosticados(as) ou suspeitam de outra doença sexualmente transmissível;
  • Se foram diagnosticados(as) ou tratados(as) para a hepatite ou tuberculose.

Mulheres que estejam grávidas, devem igualmente efectuar o teste do HIV. Os médicos podem assim precaver e diminuir o risco do contágio do vírus da mãe para o filho durante a gravidez e nascimento, explica o CDC.

Segue o exemplo do Príncipe Harry, informa-te e cuida da tua saúde.

[Fancy_Facebook_Comments]