Unplugged é o mais novo trabalho de Dino D’Santiago, lançado no dia 2 de Julho, e que está agora presente nas plataformas digitais.

Numa triângulo amoroso entre o crooning (cantor de músicas populares), o batuku e o funaná de Cabo Verde, Dino leva-nos às suas raízes que se fundem nas sonoridades do Jazz e do Blues. Unplugged é uma viagem inebriante pelas ruas de Lisboa, Luanda, São Paulo e Santiago.

O EP é um trabalho acústico, gravado ao vivo no TG Studio, em Lagoa, Algarve (Portugal), e que antecipa um prometedor trabalho maior, em 2017, com um leque extraordinário de companheiros de estrada e com Kalaf Ângelo na produção.

Claudino de Jesus Borges Pereira é o seu nome de baptismo, mas desde 2012 que é conhecido por Dino D’Santiago, pseudónimo artístico que adoptou quando decidiu lançar-se, a solo, numa carreira musical.

Já trazia raízes de projectos musicais sólidos, como as dos Expensive Soul, e trabalhos conjuntos com músicos como Virgul,  Pacman, Valete ou Sam The Kid. Mas foi em outras raízes, as da música tradicional de Cabo Verde, que se encontrou.

No currículo musical tem dois álbuns lançados, Eu e os Meus e EVA, este último que lhe concedeu uma nomeação para Melhor Artista dos SongLines Music Awards, por se firmar no universo dos artistas que recuperam as línguas bantu.