RIO DE JANEIRO, BRAZIL - AUGUST 08: Michael Phelps of the USA competes in the Men's 200m Butterfly Heats on Day 3 of the Rio 2016 Olympic Games at the Olympic Aquatics Stadium on August 8, 2016 in Rio de Janerio, Brazil. (Photo by Vaughn Ridley/Getty Images)

Muitos atletas Olímpicos, incluindo o nadador Michael Phelps, apareceram no Rio de Janeiro com marcas circulares estranhas no corpo. Estas marcas são resultado da “ventosaterapia”, uma prática de Medicina Chinesa Tradicional para a cura muscular. Mas será que funciona?

Embora muitos atletas digam que sentiram bastantes benefícios após a terapia, há poucos estudos científicos rigorosos sobre o tema e também não está claro se os tais benefícios não serão efeito placebo, disseram especialistas.

A ventosaterapia inclui a ligação de pequenos copos circulares de vidro, à pele, usando a sucção. A sucção é criada quer pelo aquecimento do copo na parte interna (que forma vácuo) ou usado um género de tocha específica. Esta sucção faz com que a pele entre dentro do pequeno copo. Apoiantes do tratamento sugerem que a sucção aumenta o fluxo sanguíneo para aquela área, que por sua vez, reduz a tensão muscular e inflamação, promovendo a cura.

Mas a terapia pode também levar a que alguns pequenos vasos sanguíneos rompam, levando às distintivas manchas circulares. Estas manchas podem ficar em qualquer local por 3 dias, a vários meses, explica o terapeuta físico do Centro Médico de Wexner, na Universidade do Estado de Ohio, que usa a ventosaterapia.

Alguns estudos menores sugerem que a ventosaterapia pode reduzir a dor nos joelhos e no pescoço. Por exemplo, um estudo de 2011, que envolvia 50 pessoas com dor crónica no pescoço, descobriu que aqueles que receberam cinco tratamentos de ventosaterapia durante duas semanas, relataram uma diminuição da dor, comparando com as pessoas que não fizeram a terapia.

maxresdefault

Mas este estudo continha aquilo a que se chama um grupo de controlo passivo —   um grupo que não recebeu qualquer tipo de tratamento. Isso torna mais difícil determinar quando os benefícios dessa ventosaterapia são resultado de efeito placebo, explicam os investigadores. (Um efeito placebo é quando as pessoas sentem que um tratamento funciona, mas que na verdade não tem  qualquer efeito). Os investigadores pediram mais estudos para comparar a eficácia da ventosaterapia com os tratamentos placebo.

Michael-phelps-cupping-olympics1-800x400

Os investigadores dizem também que a terapia tem os seus benefícios para algumas pessoas. “Se é um tratamento que dá benefícios, se é a altura em que a pessoa reduz a dor… então temos de ser um pouco mais abertos a este tratamento e ás escolhas dos pacientes,” explica um investigador.

Os efeitos secundários da ventosaterapia são raros. Num estudo, alguns pacientes relataram uma sensação de formigueiro nas mãos e braços, uma tensão ou dor na área tratada e leve dor de cabeça e cansaço, mas nenhum dos efeitos durou mais de 4 horas. Em alguns casos, as pessoas podem desenvolver infecções na pele manchada, mas o risco é muito pequeno.

Curioso, queres experimentar?

[Fancy_Facebook_Comments]