Usain Bolt é um dos velocistas mais populares de sempre. Ao peito carrega 18 medas de ouro (sete olímpicas e 11 em campeonatos nacionais) e duas de prata e por isso é chamado de Lightning Bolt [a tradução à letra de raio, relâmpago]. Na carteira ostenta os títulos de atleta de atletismo mais bem pago da história, de acordo com a Forbes (20,3 milhões de USD por ano).

A lenda viva do atletismo mundial é uma lenda viva e o maior velocista de sempre. Quem o é diz Jacques Rogge, ex-presidente do Comité Olímpico Internacional, especialistas e ex-atletas. Há quem chegue mesmo a dizer que Bolt participa numa liga só sua, tal é a fraca concorrência. Nas imagens que vemos das competições, enquanto uns revelam um ar de sofrimento para chegar à meta, vemos um Bolt incansável, sem um pingo de esforço físico e sorridente largamente à frente dos colegas.

“Rihanna, Beyonce, e Nicki Minaj. Poderíamos até não ganhar mas ia ser divertido.”

Numa entrevista à Complex, o atleta diz que não ouve música antes de uma corrida porque o seu treinador acha que pode distraí-lo. Mas após uma corrida, que muito provavelmente venceu, gosta de festejar com umas férias. Quanto à alimentação, a comida de “plástico” é uma das suas preferidas, embora não possa comer com a frequência que gostaria, mas não consegue dispensar umas chicken wings.

Usain-Bolt-high-quality-background-995x498

Quando questionado sobre quem gostaria ter na sua equipa nos 4x400m estafeta, a resposta é rápida: “Rihanna, Beyonce, e Nicki Minaj. Poderíamos até não ganhar mas ia ser divertido.”

O telefone é o acessório indispensável à sua vida e Argentina é equipa que apoia sempre e gostou de ver Cristiano Ronaldo vencer o Euro. Em relação a ídolos, no topo da lista estão Don Quarrie e Michael Johnson, os melhores nos 200m, enquanto crescia.

Sobre a reforma, Usain Bolt não sabe quando chegará o momento mas 2017 era a estimativa mas o seu treinador diz-lhe que o melhor será pensar em estabelecer 2018 como meta. Contudo, o atletismo vai continuar a fazer parte da sua vida. “Quero encorajar os miúdos a fazerem parte e a ajudar a fazer crescer o desporto.”

[Fancy_Facebook_Comments]