P. Diddy esteve no programa “Politics Nation”, da MSNBC, onde disse que o mandato de Barack Obama providenciou poucas mudanças positivas para a comunidade negra dos Estados Unidos.

Sobre um conselho que daria a Trump e a Clinton, os dois candidatos para as próximas presidenciais, Diddy acha que “tudo gira à volta da educação, emprego e criar programas diferentes para que [as pessoas] tenham oportunidades”.

“Eu acho que primeiro, eles têm de prestar atenção ao povo. Se não o fizerem, muitos jovens não vão aparecer [nas mesas de voto]”, disse o rapper e fundador da produtora Bad Boys.

Ainda sobre Barack Obama, Sean Combs, nome verdadeiro do artista, diz ter a sensação de que há muito por fazer. “Colocámo-lo na Casa Branca e quando olho para trás vejo que ainda há muita coisa a fazer pelo meu povo. Acho que tivemos pouca mudança. Não estou a ‘bater’ no presidente… Ele fez um trabalho excelente, mas acho que está na hora de virar a página porque o voto da comunidade negra vai decidir quem será o próximo presidente dos EUA.”

O artista revelou ainda que gostaria de ver Hillary Clinton mais envolvida com a comunidade negra. “Magoa-me que as nossas preocupações não sejam tidas em conta e no entanto somos uma enorme parte dos votos. Temos de virar isto enquanto comunidade. Revolucionar o jogo a sério. Fazê-los correr atrás do nosso voto.”

[Fancy_Facebook_Comments]