Red Bull Music Academy leva combates de “titãs” angolanos e portugueses a Lisboa

O Red Bull Music Academy Culture Clash vai acontecer pela primeira vez em Portugal, no Coliseu de Lisboa, no dia 20 de Outubro.

O evento vai receber quatro crews que vão disputar a vitória em quatro rounds, em quatro palcos distintos.

As crews em causa representam sonoridades, tendências, diferentes posturas, cada uma delas uma mais-valia na presente cena musical lusófona. Club Atlas é liderada por Branko e conta com parte da família Buraka Som Sistema, Riot, Kalaf e Pongolove, que dá a voz ao hit “Kalemba (Wegue Wegue)”, e também com o homem da frente dos ex-Da Weasel, Carlão e Fred Ferreira, responsável pela percussão da Banda do Mar. Os representantes da etiqueta electrónica Discotecas vão ser Moullinex e Xinobi, que vão juntar-se a Da Chick, dona de uma voz carregada de funk e do espírito das ruas de Nova Iorque e a The Legendary Tigerman.


A Matilha responde ao finalista do Red Bull Thre3Style 2015, DJ Ride, que conta com as rimas de Jimmy P e com os MGDRV, anteriormente Macacos do Chinês e que recentemente se encontraram com DJ Ride no LP “From Scratch”.
Batida + Kambas e o Próprio Kota! resulta da ligação íntima entre Portugal e Angola. Batida conduz esta crew e, como mágico que é, traz os anos 60 e 70 da música angolana e acrescenta sonoridades actuais. DJ Satélite, com reconhecidos sets de afro-house e kuduro a rolar no Boiler Room; Karlon, o fundador dos Nigga Poison; os detentores dos melhores “moves” André Cabral, Gonçalo Cabral e Bernardino Tavares não vão deixar ninguém parado; e o ícone e promotor desta relação estreita com a música angolana, Bonga.

Quatro forças distintas, cada uma delas com trunfos inegáveis na hora de rockar uma pista de dança com grooves capazes de mover montanhas. A batalha promete ser heróica.
Há uma mensagem muito importante neste Red Bull Music Academy Culture Clash: “Apoia a tua crew. Quem manda aqui és tu”. O público vai determinar o vencedor de cada round e, no final, a crew vencedora do título mais cobiçado. O apoio é medido por um sonómetro de serviço, capaz de traduzir em número de decibéis o entusiasmo com que cada crew será recebida pelo seu público.

O bilhetes para o evento vão custar entre 20 e 30 euro e estão disponíveis no site coliseulisboa.com e seguintes pontos de venda: Coliseu de Lisboa, FNAC, Worten, CTT, El Corte Inglés e Agência ABEP.

TRABALHO DE PRETO
nv-author-image

Equipa BANTUMEN

A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.