Para surpresa de muitos a Ford utiliza argila para projectar e desenhar modelos de carros antes de os produzir em tamanho real. Só no ano passado, a empresa de automóveis reciclou cerca de 2 250 quilos de modelos de carro em argila e com uma máquina de processamento e recuperação reutilizou, nos últimos cinco anos, um total de 9000 quilos.

“Estamos continuamente a ser influenciados pelas novas tecnologias, mas quando queremos ver as propriedades físicas no início do processo, ainda recorremos à argila”, disse Lloyd VandenBrink, gestor de modelagem na Ford Truck Studio, em Michigan, nos Estados Unidos da América. “Quando o projecto ainda está numa fase inicial, a argila permite comentários e opiniões imediatas muito necessárias para trabalhar em ambiente interactivo”.

A Ford começa por criar modelos em computador, moldando a superfície do projecto num modelo em barro, introduzindo depois as alterações à mão antes de os analisar de novo em computador. “Uma discussão em grupo é uma grande ferramenta para colaboração e consenso e os modelos de barro desempenham a mesma função com os projectos. Todos podem ver e explorar possibilidades, a par de uma maior possibilidade de se desenvolver um modelo visualmente espectacular” explicou VandenBrink.

Este tem sido um método que se tem mostrado eficaz para a Ford apesar de lembrar muito uma das actividades recreativas preferidas por muitas crianças que podem criar, recriar e reciclar. Sendo que a argila que a empresa utiliza é um pouco diferente da argila “comum”, é feita apenas com uma combinação de ceras e óleos de enchimento.

Vê baixo o processo de design da Ford.

[Fancy_Facebook_Comments]