Se estás a pensar em ser pai, fica a saber que deves começar a ponderar fazer uma dieta rica em nozes. Um grupo de cientistas da Universidade de Delaware descobriu que o fruto reduz a peroxidação lipídica, um processo que pode danificar as células espermáticas. Essa lesão celular é prejudicial para as membranas dos espermatozoides, o que reduz as chances  destes fecundarem um óvulo.

As nozes são compostos por ácidos gordos, o mesmo que compões as membranas dos espermatozoides, e por isso são essenciais para a sua regeneração.

No estudo realizado durante 11 semanas os investigadores verificaram melhorias significativas na motilidade e morfologia espermática em ratos que estavam a consumir 20% das suas calorias diárias em nozes – equivalente a 70gr por dia para os seres humanos.

Mesmo os ratos inférteis viram uma melhoria na morfologia do esperma e ambos os grupos experimentaram uma redução notável nos danos perioxidativos.