O rapar YG rompeu um contrato de 60 mil dólares americanos (USD) que o impedia de tocar a faixa “Fuck Donald Trump”. Nascido em Compton, Los Angeles, YG já tinha sido tema de assunto a quando da eleição de Donald Trump para a Casa Branca, depois de ter oferecido os seus serviços por 4 milhões USD.

Poucos meses depois parece que o artista não vai ficar calado, depois de ter quebrado o contrato que o impedia de cantar a faixa “Fuck Donald Trump” sempre que quisesse. YG voltou a apresentar a música no GreenFest, na Universidade Estatal de San Diego.

Rápidas foram as reacções que caíram no Twitter.

https://twitter.com/impulsivemari/status/838087250495729664?ref_src=twsrc%5Etfw