Os Força Suprema estão em digressão em Moçambique e, depois de uma actuação em Maputo, o grupo da Linha de Sintra tinha ontem voo marcado para Nampula para dar seguimento à tour. Mas ao que tudo indica, esta manhã o grupo não chegou completo à capital do norte do país.

De acordo com o que circula na Internet, Monsta terá sido impedido de embarcar na aeronave com destino a Nampula, por alegado desentendimento com a tripulação daquele voo. Nas redes sociais está a circular um vídeo onde podemos ver Monsta cercado por seis funcionários da segurança do aeroporto de Maputo. O artista é convidado a acompanhar os agentes e este responde que o fará, mas a dado momento, vê-se Monsta a ser arrastado por alguns dos funcionários.

A BANTUMEN esteve à conversa com NGA que explicou que, de facto, Monsta foi impedido de embarcar pela tripulação por este ter “bebido demais”, pelo que foi aconselhado a apanhar o voo seguinte para Nampula e aproveitar para descansar. Um dos promotores da Gyuzelh Productions terá ficado a acompanhar o Dope Boy.

Os Força Suprema estão em Moçambique desde ontem, 24, onde forma recebidos por uma enchente de fãs.  No Instagram são vários os vídeos e fotos publicados que mostram o carinho com que o grupo foi recebido, primeiro na capital e depois em Nampula, os locais para onde estavam agendados os concertos organizados pela Gyuzelh Production.

Moçambique ???????????????????????????????????? ???????????????????????????????????????? #DopeMuzik®2K17

Uma publicação partilhada por Dope Muzik® (@nga_king) a

Quando a gente sai parece que é campanha???? #obrigadomoz

Uma publicação partilhada por Prodigio (@pro2da) a