O ativista sul-africano e companheiro de luta de Nelson Mandela contra o ‘apartheid’ na África do Sul, Ahmed Kathrada, morreu esta terça-feira aos 87 anos, informou a fundação de caridade Kathrada.

Kathrada estava entre os que foram julgados e presos juntamente com Mandela, no julgamento de Rivonia, em 1964, que atraiu a atenção mundial e expôs o brutal sistema legal sob o regime do apartheid.

Kathrada passou 26 anos e três meses na prisão, 18 dos quais em Robben Island, ao largo da Cidade do Cabo.

Em 2013, Ahmed Kathrada foi guia de Barack Obama na visita que o então Presidente norte-americano realizou a Robben Island, onde Nelson Mandela também esteve preso 18 anos durante o regime do ‘apartheid’.