Uma acção judicial que está a decorrer em Chicago, nos Estados Unidos da América, acusa a Bose de violação de privacidade, por usar a sua aplicação oficial para espiar os seus utilizadores.

Kyle Zak acusa a empresa de utilizar a aplicação Bose Connect para recolher informação sobre os hábitos das pessoas, sem permissão e de os vender a outras empresas. Segundo a publicação Fortune, os modelos que fazem parte desta acusação são: QuietComfort 35, QuietControl 30, SoundLink Around-Ear Wireless Headphones II, SoundLink Color II, SoundSport Wireless e SoundSport Pulse Wireless.

São modelos que se ligam aos telemóveis através do Bluetooth e funcionam sem que seja necessário instalar a app da Bose. Porém, a marca norte-americana anuncia que para melhor usufruir do equipamento tem de baixar a aplicação e é depois assim que começam as escutas por parte da Bose.

A acusação afirma que é possível traçar o perfil pessoal de cada utilizador através do que cada um ouve, seja a musica, um podcast ou até mesmo um audiobook. Christopher Dore, o advogado de defesa de Kyle Zak, espera garantir uma indemnização para todos os utilizadores destes equipamentos, a rondar os milhões de dólares.

Até ao momento, a Bose Corporation ainda não reagiu a esta acusação.