Não é novidade que o Snapchat é a actual grande inspiração de outras redes sociais como Facebook ou Instagram. Agora, com a aquisição de uma patente da startup Mobil de Israel em que o Facebook também estava interessado, a Snap, empresa que detém o Snapchat, pode ter ganhado alguma vantagem, pelo menos para já.

TechCrunch escreve que o negócio entre a Snap e a Mobil foi concluído por 7,2 milhões de euros, um valor recorde na história da área tecnológica de Israel. A patente em causa é crucial para a sobrevivência da app,  visto que permite que os filtros de geolocalização de fotografias sejam armazenados em servidores e não nas aplicações, tornando-as assim muito mais leves.

Os filtros de geolocalização têm uma importância ainda maior para a Snap uma vez que são a maior fonte de rendimento da empresa, nomeadamente 90% das receitas de 2016. Caso tivesse perdido a patente para o Facebook, a Snap poderia ser obrigada desfazer-se desta fonte de receita.