Foi desenhado pelos estúdios Pininfarina e fabricado em 1964 e venceu a classe GT nas 24 Horas de Le Mans em 1965. O Ferrari 275 GTB/C Speciale poderá tornar-se nas próximas semanas o carro mais valioso do mundo e ultrapassar, em leilão, a barreira dos 100 milhões de dólares (91,6 milhões de euros).

Detido pelo milionário norte-americano Preston Henn, que morreu com 86 anos, este modelo foi desenhado especificamente para a competição e tem um motor V12, de 330 cavalos, algo pouco comum para a época. O chassis é mais leve do que nos 275 GTB fabricados na altura, refere a Bloomberg.