A Waymo da Alphabet, empresa mãe da Google, que se dedica ao desenvolvimento de carros autónomos, e a Lyft, rival da Uber, juntaram-se para desenvolver uma linha de transportes baseados em carros sem condutor.

Num comunicado emitido, a Waymo que diz que a empresa está ansiosa por “trabalhar com a Lyft para explorar novos produtos de condução autónoma que tornem as nossas estradas mais seguras e o transporte mais acessível. A visão e compromisso da Lyft em melhorar a forma como as cidades se movem ajudará a tecnologia de condução autónoma da Waymo a chegar a mais pessoas e a mais lugares”.

Tendo em conta a fase complicada que a Uber está a passar, com a saída de vários executivos e elementos-chave do projecto de condução autónoma, não é difícil perceber que esta colaboração surge como uma ameaça para lidar no segmento dos transportes privados ligados em rede.