A 87.ª edição da Feira do Livro de Lisboa, que decorre de 1 a 18 de Junho, no parque Eduardo VII, tem dez novos participantes, somando um total de 122, e um número recorde de 286 pavilhões. “Esta é a maior Feira do Livro de sempre, a todos os níveis: mais participantes, mais oito pavilhões do que na edição de 2016, e entre chancelas e editoras, temos este ano 602 marcas editoriais participantes, quando no ano passado foram 586″, disse o secretário-geral da Associação Portuguesa de Editores e Livreiros (APEL), Bruno Pacheco.

É expectativa da APEL que o número de visitantes chegue ao meio milhão de anos anteriores. “No ano passado registaram-se 480 mil visitantes”, disse Bruno Pacheco.

O director da Feira do Livro, Pedro Pereira da Silva, salientou que, este ano, “pela primeira vez, a Feira do Livro vai abrir no dia 1 de Junho, às 10h, por ser o Dia da Criança”, estando previstas várias iniciativas para os mais novos, numa parceria com as Bibliotecas de Lisboa.

Mais uma vez estará disponível a aplicação móvel gratuita “Feira do Livro de Lisboa”, para Android e iOS, através da qual o utilizador pode aceder ao mapa do recinto, pesquisar a programação, os livros do dia, autores, títulos e a sua disponibilidade, assim como acompanhar em tempo real as atividades e iniciativas do evento.

Ainda no campo das novas tecnologias, a feira vai disponibilizar WI-FI gratuito nas principais praças do recinto e todas as suas atividades poderão ser acompanhadas através das redes sociais Facebook e Instagram.

 

Os horários e visita são de segunda a quinta-feira, das 12:30 às 23:00, às sextas-feiras, das 12:30 às 00:00, sábados das 11:00 às 00:00, e domingos e feriados, das 11h às 23h.