Capa da Allure destaca pela primeira vez uma mulher com um hijab

Halima Aden é uma modelo norte-americana de 19 anos, que já trabalhou com marcas como Max Mara, Yeezy  e que se tornou na primeira mulher a usar um hijab e burkini a concorrer no Miss America. Mas os feitos não se ficam por aqui. Halima é a capa de Julho da conceituada revista Allure, que pela primeira vez dá destaque a uma mulher usando um hijab. O título é: Esta é a beleza americana. Halima, modelo, muçulmana e destruidora de estereótipos.

A publicação dedicou várias páginas com fotos da jovem de origem somália, tiradas pelo fotógrafo norueguês Sølve Sundsbø.

Quanto aos artigo, explica-nos que Halima cresceu num campo de refugiados no Quénia até aos sete anos, que a jovem sabe que tem mais para oferecer do que a sua aparência e que não vai deixar que a carreira de modelo mude a sua forma de ser.

A modelo quer representar outra forma de beleza em revistas, muitas vezes ,quase exclusivas a  mulheres brancas e escassamente vestidas. Halima considera sua história como uma ode à diversidade e auto-aceitação.

Say hello to #HalimaAden—the first hijab-wearing model to a) sign to IMG, b) walk in a Yeezy Season fashion show, c) compete in Miss Minnesota USA, and d) cover #allure. Get to know the 19-year-old Somali American model, who’s breaking down every boundary in the fashion industry. “Society puts so much pressure on girls to look a certain way,” she says. “I have much more to offer than my physical appearance, and a hijab protects me against ‘You’re too skinny,’ ‘You’re too thick,’ ‘Look at her hips,’ ‘Look at her thigh gap.’ I don’t have to worry about that.” Tap the link in bio for our full interview. ????: @solvesundsbostudio ????: @beatbolliger ????: @philippetholimet ????: @thevalgarland ????: @mariannewman

Uma publicação partilhada por Allure Magazine (@allure) a

TRABALHO DE PRETO
nv-author-image

Equipa BANTUMEN

A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.