Os artigos mais clicados da semana | 30 Jul a 5 Ago

Esta semana no top cinco dos artigos mais clicados da semana na BANTUMEN temos a mixtape de Tio Edson, Ao Todo Poderoso, seguido do EP Marés Vivas de Izzy e Roger. Em terceiro lugar, Team Cadê com “Yela”, na quarta posição está Nucho com o seu novo single e, por último, temos um artigo sobre as bases do Afro Trap, o novo estilo de música ubrbana.

1. “Ao Todo Poderoso”, mixtape de Tio Edson, já tem data de lançamento

Depois de “Bem Fresh” e de muitas participações em trabalhos dos seus colegas, Tio Edson aka Edson dos Anjos, um dos fundadores do grupo TRX Music, acaba de lançar “Nove e Meia” e revela a data de lançamento da mixtape Ao Todo Poderoso.

2. Já está disponível o EP “Marés Vivas” de Izzy e Roger

Marés Vivas é o título do primeiro projecto que une Izzy e Roger. A afirmação dos dois rappers no mundo da música está a ser construída já há algum tempo e, depois de trabalhos a solo e faixas colaborativas, a dupla da linha de Sintra acabou de lançar o EP Marés Vivas.

3. Team Cadê lança videoclipe do single “Yela”

Depois do lançamento do teaser, chega agora o vídeo completo do mais recente single do Team Cadê, “Yela”, uma música onde não há lugar para destaques individuais.

4.  “Fica mais um pouco” é o novo single de Nucho

“Fica Mais um Pouco” faz parte do álbum Sou[L]Rap e retrata o contexto conjugal em que a mulher descura da sua relação amorosa na procura de alcançar os seus objetivos profissionais.

5.  Afro trap, a nova receita com base de hip hop temperada de africanidade

Numa primeira abordagem ao afro-bashment, percebemos de imediato o casamento entre o grime (que só por si já é um resultado das misturas entre o hip hop, ragga, reggae, jungle e drum and bass) e as batidas africanas ou afro-caribenhas. A reter temos nomes como Kojo Funds, Afro B, Abra Cadabra ou J Hus.

TRABALHO DE PRETO
nv-author-image

Equipa BANTUMEN

A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.