No que toca ao Whisky, os gostos nem sempre são consensuais. Há quem odeie e quem adore e, no grupo dos que adoram, há os que gostam de lhe misturar refrigerantes, os que só adicionam gelo e os que gostam dele simples.

Independente da forma como gostas de beber o teu whisky, a ciência diz que deves adicionar-lhe água. Um estudo publicado na revista Scientific Reports revela que é preferível baixar o seu teor alcoólico acrescentado água do que beber o whisky simples. O El Confidencial diz que, segundo os investigadores, esta é uma simples questão de química. A chave está no guaiacol, o precursor de vários aromas como o eugenol e a baunilha e dão à bebida um sabor característico ligeiramente fumado. É uma molécula anfifílica que determina o sabor do whisky e que parece comportar-se de forma diferente de acordo com o líquido com está em contactado.

Como os autores recordam, “não se sabe porquê nem de que forma a dissolução do álcool melhora o sabor”. Para perceber um pouco melhor o funcionamento disto, os investigadores realizaram vários testes de concentração entre etanol e guaiacol e concluíram que o sabor desta molécula melhora significativamente quando se dilui com água.

“O guaiacol associa-se preferencialmente com o etanol e, portanto, quando a concentração deste último é baixa, é mais provável que esteja no ponto de contacto e não no interior”. Isto é o que acontece com a maioria dos whiskies que consumimos, em que a concentração de álcool não excede os 59%, de modo que guaiacol permanece na superfície, “o que contribui muito tanto para o cheiro quanto para o sabor desta bebida”.

Portanto seja o teu whisky mais ou menos forte, adicionar-lhe umas gotinhas de água pode potenciar o seu aroma e sabor.