Para comemorar os 870 anos da conquista do Castelo de S. Jorge, a marca lançou o Tissot Edição Limitada Castelo de S. Jorge. Uma edição especial de homenagem ao monumento de Lisboa, de 870 peças únicas, numeradas e exclusiva para o mercado português.

Ler + Baterias da Samsung vêm revolucionar o mercado

 

O relógio é o mais recente produto da marca suíça em homenagem a patrimónios nacionais. Desde 1997, com o lançamento do Tissot Lisboa, que a empresa apresentou mais de uma dezena de edições dedicadas à cultura e à história de Portugal.

O Tissot Edição Limitada Castelo S. Jorge vem com um movimento de calibre automático Powermatic 80.111, visível no verso da caixa. No mesmo sitio, está gravada uma imagem do Castelo de S. Jorge e a numeração individual de cada um. Em cada peça, com um mostrador de vidro em safira, a Tissot apresenta um padrão ondulado e a inscrição “Castelo de S. Jorge.” A bracelete é em pele castanha e tem um fecho de báscula.

O Castelo de S. Jorge encontra-se na zona antiga da cidade de Lisboa e foi construído pelos muçulmanos em meados do século XI.  Dom Afonso Henriques apoderou-se do castelo em 1147, quando conquistou a cidade aos mouros. Desde ai, o forte  serviu para diversas funções. Em 1910, o castelo acabou por ser declarado como Monumento Nacional.

Esta edição limitada já está disponível na loja Tissot, do Centro Comercial do Colombo, em Lisboa e em qualquer Boutique dos Relógios. O Tissot Edição Limitada Castelo S. Jorge está à venda por PVP recomendado de 650 euros.