LL Cool J é o primeiro rapper a receber a Kennedy Center Honors. Esta é uma das condecorações mais importantes dos Estados Unidos da América (EUA). James Todd Smith, nome de nascença, é o nome do artista que entra para a história. Para não falar, da cereja no topo do bolo, depois uma carreira que fala por si.

Ler + Apple faz actualização incomum e significativa do iOS 11

“Acredito que somos construidos para poder fazer tudo a que propomos a nossa mente. Nós temos todas as ferramentas que precisamos dentro de nós para cumprir a vontade de Deus. Este prémio é para todos aqueles que vieram antes e depois de mim. Fomos enviados para este planeta para amar e inspirar o próximo. Sonha e faz com que se torna numa realidade. Espero inspirar-vos porque eu sinto-me inspirado por vocês. Mic Check 1-2-1-2 Let’s ride!” escreveu Cool J, numa publicação do Instagram.

Depois de 14 álbuns, arrecadou dois Grammys, nove nomeações e foi o apresentador das cerimónias de 2012 a 2017. LL Cool J foi nomeado para integrar a classe de 2018, do Rock Hall of Fame. O artista ficou conhecido por ter carregado aos ombros a Def Jam, nos anos 80 e 90, depois de ter assinado contrato com 17 anos.

A cerimónia de entrega deste ano, das Kennedy Center Honors, foi das poucas onde o Presidente dos EUA não participou. A ausência foi confirmada pela Casa Branca, em agosto, através de um comunicado oficial. Lionel Richie, Gloria Estefan e Norman Lear foram outras das personalidades homenageadas.