Meses depois de rumores, a Louis Vuitton despediu-se oficialmente do seu diretor criativo Kim Jones. O designer britânico estava no comando da divisão masculina da marca desde 2011. A última colecção de Jones para a marca parisiense saiu esta quinta-feira.

Ler+ O inverno é o pior obstáculo do corpo de verão

Diversos boatos que correm a imprensa dizem que o designer pode estar de partida para a Versace. Como diretor de diretor de prêt-à-porter masculino, Kim Jones deu uma nova vida à Louis Vuitton. No entanto, esse cenário é cada vez mais impossível.

A qualidade reconhecida fruto do trabalho feito para a Louis Vuitton ao longo de sete anos, faz com que existam rumores sobre a próxima escolha profissional de Jones, de 38 anos. Como por exemplo, a Burberry, que depois da despedida de Christopher Bailey, em março, está no mercado.

 

Para ocupar o seu lugar, junto da imprensa surgiram nomes como Lucas Ossendrijver, o designer holandês, de 47 anos, diretor artístico da Lanvin. Por enquanto, não foi nada confirmado pela marca francesa.

Kim Jones nasceu em Londres, Inglaterra, começou a carreira em 2003 com a estreia na London Fashion Week. Na altura, estreava a sua própria marca, que está em stand-by desde 2008. Ano em que se tornou diretor artístico da Dunhill.