Bruno Mars, com seis galardões, foi o grande vencedor da 60ª edição dos prémios Grammy. A indústria da música reuniu-se numa gala no Madison Square Garden, em Nova Iorque, nos Estados Unidos da América.

Ler+ DJ Firmeza traz ritmos de Lisboa suburbana a Pequim

O cantor venceu as seis categorias em que estava nomeado, inclusive na corrida a Álbum do Ano, com 24K Magic, e a Melhor Canção do Ano, com “That’s What I Like”. No evento que decorreu este domingo, Bruno Mars nas notas de agradecimento disse: “Pai, se estás a ver isto, eu amo-te. Isto é para os fãs.”

Já, Kendrick Lamar levou para casa cinco prémios, entre eles o Grammy para o Melhor Álbum Rap, com DAMN e a Melhor Performance Rap. Na altura de agradecer, Kendrick agradeceu a Jay-Z, Nas e Diddy, figura que os inspiram desde muito cedo.  “Isto é especial. Há muita gente aqui de quem eu gosto”, disse o rapper.

Jay-Z, o grande candidato com oito nomeações, não arrecadou qualquer prémio. Destaque ainda para a distinção de Leonard Cohen, que nunca ganhou um Grammy enquanto foi vivo. O antigo cantor recebeu o prémio de Melhor Atuação Rock, com a música “You Want it Darker.”