Richie Campbell estreou-se no Altice Arena, em Lisboa e segundo o artista reuniram-se 14 mil pessoas para receber o artista da Bridgetown. Entre amigos e os fãs, Ricardo Campos fez a festa ao som de músicas da nova mixtape Lisboa e de clássicos que todos os presentes souberam cantar.

Ler+ “Palpitar”, o primeiro single dos Mobbers

Ao todo, Richie Campbell cantou 24 músicas durante as duas horas de concerto. O espetáculo começou com as músicas que atiraram o artista para o cimo do pódio musical, com “Love is an addiction”, “Blame it on me”, “That’s how we roll” e “Get With You”.

Rapidamente se seguiram faixas do novo projecto, “Pray”, “Rio”, “Special” e “Water”, que obrigou Slow J a subir ao palco. Escusado será dizer que quando apareceu foi alvo de uma enorme salva de palmas. “Better Than Today”, “Midnight in Lisbon” e “Heaven” foram cantadas debaixo de um único coro formado pelos 14 mil presentes.

Plutónio, colega de editora de Richie, subiu ao placo de perna partida para ajudar a cantar “Não Vales Nada” e “Eyes Open”. Mas o público ficou ao rubro quando uma pequena bailarina chamada Beatriz “partiu a casa toda”, ao som de “Slowly”.

Richie Campbell no fim aproveitou para agradecer o apoio dos fãs ao longo da sua carreira e mostrou-se agradado com a carreira independente de artistas como o Dillaz, Plutónio, Mishlawi e os Wet Bed Gang. Depois de colocar a plateia inteira ao saltos com “I Feel Amazing”, deixou para o fim “Do You No Wrong” que deixa qualquer um de nós de lágrima no canto do olho.