IndieLisboa

Histórias do hip hop português no IndieLisboa

Dois documentários com histórias do hip hop português e um concerto do músico britânico John Parish, com ligação ao cinema, estão este ano na programação do Festival Internacional de Cinema IndieLisboa, foi anunciado esta terça-feira passada.

John Parish estará em Portugal em maio, para duas atuações, a 3 de maio, no Hard Club, no Porto, e no dia seguinte, na Culturgest, em Lisboa, com o espectáculo Screenplay, integrado na programação do IndieLisboa

Screenplay é um álbum – de 2013 e um espectáculo de música e cinema – que reúne temas que John Parish tem vindo a compor para o grande ecrã há cerca de duas décadas.

Em palco, John Parish interpretará as músicas acompanhado da projeção de excertos de filmes com os quais colaborou, como L’enfant d’en haut, de Ursula Meier, Little black spiders, de Patrice Toye, e Plein sud, de Sebastien Lifshitz.

Com grande parte da programação ainda por anunciar, o IndieLisboa revelou que, na secção IndieMusic, estarão dois filmes que registam histórias do hip hop português: Hip to da Hop, de António Freitas e Fábio Silva, e Não consegues criar o mundo duas vezes, de Catarina David e Francisco Noronha.

Com “o intuito de compreender uma cultura que se afirmou através da música, da pintura e da dança no mundo inteiro”, o primeiro filme conta com a participação de, entre outros, Mundo Segundo, Ace, Odeith, Bambino, Nomen, Chullage, Orelha Negra, Slow J, DJ Ride e SãoOneArt.

Já o filme de Catarina David e Francisco Noronha revisita “a memória do rap do Porto”, desde os anos 1980 até à atualidade. Nele entram Dealema, Mind da Gap, Conjunto Corona ou Capicua.

O IndieLisboa está marcado de 26 de abril a 06 de maio, na Culturgest, Cinema São Jorge, Cinemateca Portuguesa e Cinema Ideal.

A organização tinha anunciado anteriormente que a realizadora argentina Lucrecia Martel e o cineasta francês Jacques Rozier vão estar direito a retrospetivas no programa Herói Independente.

BANTULOJA
nv-author-image

BANTUMEN c/ agências

A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.