Há 13 anos que o YouTube mudou a nossa forma de ver vídeos e só agora é que o Manchester United decidiu ter presença na famosa plataforma online. Apesar de não ter um canal oficial, o clube era até agora o mais visto e vai assim fazer concorrência directa ao Manchester City, que tem 2,8 milhões de subscritores, e ao Barcelona, que conta com 3,8 milhões de seguidores.

“O canal que as pessoas procuram é o que seja a voz oficial do clube. Os planos são muito excitantes. Querem entrar em grande», disse Tomos Grace, responsável por desporto para a região EMEA, citado pela Reuters. O Man United era mesmo o único dos grandes clubes globais sem um canal oficial. A estratégia digital passava essencialmente pelo canal pago MUTV e pela presença no Facebook com 72 milhões de seguidores.

LER+: Estes são os atletas africanos dos Jogos Olímpicos de Inverno

A decisão de marcar presença no YouTube parece não ter como objetivo somente o lucro, uma vez que a plataforma da Google deve ficar com cerca de 45% de todos os ganhos, uma percentagem bastante superior à que se consegue com os direitos televisivos ou com os patrocínios, explica o The Guardian.

Um porta-voz do clube explica que esta será uma forma de continuar a envolver os adeptos, bem como providenciar análises e dados para alimentar os planos de media, de conteúdos e de outras iniciativas pelo clube.