Numa clara homenagem a Michael Jackson e Prince, a atriz e cantora Janelle Monáe lançou “Make Me Feel”, que é uma ode à fluidez de género e ambiguidade sexual, tal como podemos ver no videoclipe da música. Nas imagens uma das personagens principais é Tessa Thompson, cujos rumores indicam ser namorada de Monáe.

A letra sugestiva e com um discurso queer contém versos que celebram a fluidez e a sexualidade, principalmente feminina, onde se encoraja a mulher a não ter medo de concretizar os seus desejos luxuriosos: “Let the vagina have a monologue“.

Além de “Make Me Feel”, a artista laçou também “Django Jane” e ambas as músicas fazem parte de Dirty Computer, o próximo álbum de Janelle Monáe, que contou com o contributo de Prince na produção. O lançamento do disco está previsto para 27 de abril.

Este será o seu terceiro álbum, que sucede a “The Electric Lady”, de 2013, e a artista diz que é uma “fotografia emocional” e que as 14 novas canções serão acompanhadas por um filme, a ser revelado numa data posterior. Monáe revelou também que o conceito do novo disco estava definido ainda antes de gravar o primeiro álbum, “assustava-me porque muitas das coisas que sabia que tinha de dizer eram muito profundas, muito pessoais, do coração”.