Myriam Boulos é uma fotógrafa libanesa que está numa constante procura de si mesma através dos outros, numa necessidade de integração que é o busílis dos seus projectos pessoais. É assim que a jovem nascida em Beirute, em 1992, descobriu a “coerência” e “harmonia” de Abidjan, num magnífico projecto fotográfico que nos mostra a Doce Virilidade dos costa-marfinenses.

“No dia em que andei nas ruas de Abidjan pela primeira vez, fiquei impressionada pela coerência da cidade. Tudo é harmonioso e naturalmente lógico: os edifícios, as cores, os roupas, as atitudes.. A identidade cultural impressionou-me e deixou-me consciente para a explosão e fragmentação da minha”, explica a fotógrafa na descrição do conjunto de fotografias que intitulou Douce Virilité.

Durante a sua descoberta, Myriam acabou por inconscientemente fotografar apenas homens. “Como são bonitos os homens de Abidjan! Eles assumem as suas inseguranças, fragilidade, feminilidade. Eles aceitam-se tal como são.”