A plataforma de distribuição de áudio SoundCloud espera contar com centenas de milhares de artistas no programa SoundCloud Premier nos próximos anos, segundo declaração do CEO Kerry Trainor, conforme noticiou Joan E. Solsman, jornalista da CNET.

A plataforma, lançada em 2014, já pagava uma porcentagem da receita gerada pelos anúnciosaos artistas convidados a partilhar as suas músicas.

No lançamento, a empresa disse que o seu objetivo final era permitir que qualquer pessoa criativa que quisesse participar, se juntasse ao SoundCloud. Desde então, Trainor diz que o SoundCloud mudou a estratégia para valorizar a abordagem mais exclusiva. “A força de uma plataforma aberta é uma espada de dois gumes”, declarou de forma informal numa conferência na Califórnia. “Adoramos o poder democrático disso… Mas, o outro lado da moeda é que precisa ficar atento às pessoas que abusam desse sistema.” O antigo líder da Vimeo concluiu dizendo que “quando entra dinheiro na jogada, é igual gasolina no fogo para pessoas mal intencionadas.”

A capacidade dos artistas ganharem dinheiro através do SoundCloud, muitas vezes chamado de  “YouTube do áudio”, é crucial para o futuro da empresa, que tem sido um terreno fértil para um novo tipo de músico. Aquele cuja carreira lembra mais a de um empresário de start-up do que a de um artista à procura de ser contratado por uma label.

A plataforma não divulga quantos participam atualmente no programa, mas Trainor diz que ex- participantes já foram indicados a dez prémios Grammy e venceram três.