Embora, na Internet haja todo o tipo de reações a circular sobre a contratação de Virgil Abloh pela Louis Vuitton, o designer ainda não tinha vindo a público falar sobre a mudança.   A marca não se fez rogada e recebeu Abloh num dos seus ateliers para responder a algumas questões dos fans.

Nas histórias de LV no Instagram, Abloh descreve como Pharrell inspirou a sua primeira compra na Louis Vuitton – a carteira Wapity – enquanto brinca com protótipos de bolsas.  Mais à frente, descreve que sua inspiração vem das coisas que vê na rua e no seus amigos. Para o Abloh, a inspiração está aparentemente em toda parte: “um entregador tinha um jeans porreiro, que me deu uma ideia. Isso foi há vinte segundos atrás. ”Na Louis Vuitton, o designer tem como objetivo“ estabelecer um novo vocabulário (…) que seja jovem, moderno, mas ao mesmo tempo, baseado no passado.

No fim, Abloh observa que o mais emocionante “é a capacidade de criar com este nível de habilidade e luxo.”

Em 2007, Virgil Abloh dizia em entrevista ao The Brilliance: “Sou realmente um campeão desta nova era de designers que se estão a tornar nas novas estrelas do rock”. E uma década depois, ele é exactamente isso. O estilista americano passou de um miúdo de Chicago obcecado com moda, arte, design e cultura para o diretor artístico da linha masculina da Louis Vuitton.