Calle Bandera, em Santiago do Chile, é uma das estradas mais movimentadas da cidade. Na verdade, a estrada deixou de ter carros a circular para se tornar numa rua pedestre, devido a trabalhos na linha de metro da cidade. A artista Dasic Fernández aproveitou a oportunidade para transformar a rua num gigantesco trabalho de arte de rua de 3300 m². O trabalho é intitulado Paseo Bandera, que pode ser traduzido como “passear a bandeira”, Calle Bandera, a rua da bandeira.

O projeto de Fernández e do arquiteto Juan Carlos López foi propor um exemplo de urbanismo tático que mistura arte e arquitetura. Desde que primeiro conceito foi imaginado, levou apenas três meses para que o projecto visse a luz do dia. Uma equipa de 20 pessoas trabalhou na rua por 30 dias.

O trabalho está dividido em três seções: a primeira é inspirada no período pré-hispânico do Chile e começa no museu de arte pré-colombiana. A segunda seção reflete a atual diversidade do país, gerada pela imigração e as mudanças observadas no plano cultural. Finalmente, a última seção evoca o futuro do Chile, usando instalações mais modernas e cores mais fortes.