Toyin Ojih Odutola é uma artista plástica nigeriana, criada no Alabama, EUA, que explora os padrões da arte convencional de forma divertida, provocativa e com um forte sentido de representação negra.

O seu último trabalho, Testing Name, é um capítulo de uma história fictícia sobre duas famílias aristocráticas nigerianas unidas pelo casamento de dois homens.

Combinando retratos tradicionais, que historicamente só apresentam personagens brancos, em Testing Name Odutola construiu uma narrativa interessante baseada em observações pessoais e na sua entourage. Os materiais usados foram pastel, lápis e carvão, criando desenhos em relevo que exploram a construção da cor da pele. Em vez de simples retratos de personagens brancas ou pretas, Odutola transforma o tom de pele num complexo relevo de sombreados.

Outro aspecto singular desta artista é escala do seu trabalho, visto que, por norma, as suas obras têm um comprimento do chão ao teto.

A sua exposição individual está em exibição no SCAD Museum of Art em Savannah, no estado norte-americano da Geórgia, até setembro de 2018.

Ojih Odutola foi recentemente homenageada pela Amref Health Africa, onde recebeu o Rees Visionary Award. ArtBall é um leilão de arte contemporânea africana e um evento filantrópico que visa angariar fundos e consciencialização para uma melhor esperança média de vida no continente africano.

Escrevo aqui e ali. Gosto de estórias que marcam histórias. Sou de Portugal, com veia cabo-verdiana, dois pés em Angola e coração em França. Africanidade, estilos de vida e música são os temas que me prendem a atenção, mas gosto de me distrair com politiquices e bizarrices.