Njele escolheu a Rússia para lançar a primeira mixtape

Njele, conheceu o rap nas rodas de freesstyle no bairro Kapolo 2, Angola, e na escola, e aí começou a sua viagem pelo hip hop. Começou por  compor as suas próprias músicas e estrofes, em 2011, o que se tornou o seu hobbie preferido.
Lançou recentemente a sua primeira mixtape “JJAP”, após embarcar numa aventura pela Rússia, onde é estudante de Engenharia de Telecomunicações na Universidade Politécnica Peter the Great St. Petersburg. A Federação Russa, acolhe neste momento mais de mil e oitocentos estudantes angolanos.
“O rap entrou na minha vida como se fosse um psicólogo”, para Njele o rap é uma forma de terapia. Acalma-o. É mais fácil escrever quando se está inspirado, as melodias das suas canções e as poesias surgem como se fizessem parte de si, desde sempre.
Para gerir melhor o seu tempo e as dificuldades do quotidiano, Felizberto usa o rap para se auto-educar e ajudar. Conciliar a música com a aulas, não foi tarefa fácil, mas realizou o seu sonho e conclui a mixtape que sempre desejará.
Ouve abaixo a mixtape JJAP:

Wilds Gomes

Sou um tipo fora do vulgar, tal e qual o meu nome. Vivo num caos organizado entre o Ethos, Pathos e Logos - coisas que aprendi no curso de Comunicação e Jornalismo. Do Calulu de São Tomé a Cachupa de Cabo-Verde, tenho as raízes lusófonas bem vincadas. Sou tudo e um pouco, e de tudo escrevo, afinal tudo é possível quando se escreve.