O governo que está em funções na Papua Nova Guiné baniu o Facebook durante um mês do seu espaço. Este período irá servir para apagar qualquer perfil falso e para estudar as consequências que a plataforma tem na sociedade local.

“O governo nacional, levado pela globalização das Tecnologias de Informação, nunca teve a oportunidade de determinar as vantagens e desvantagens [do Facebook] ou até de educar ou guiar no que diz respeito ao uso de redes sociais aos utilizadores da Papua Nova Guiné”, disse o Ministro das Comunicações desse país, Sam Basil, segundo o jornal britânico The Guardian.

A decisão parece não agradar a todos. Existem especialistas que afirmam que esta medida é aplicada pelo governo para poder controlar o discurso e o pensamento da população da Papua Nova Guiné.