Agora já não há desculpas para não aproveitares o teu concerto preferido sem capacetes, malas, mochilas e até o casaco que levas com receio dos dias mais frios.

O g (TBC) faz jus à megalomania do nome e, no seu segundo ano de vida, expande a marca para os 8 dos maiores festivais de verão e mais 2 pop-up stores em Portugal.

O primeiro festival da temporada é o NOS Primavera Sound, no Porto, e a seguir os eventos estendem-se até ao final de Agosto. O que antes era um serviço ocasional, hoje, já é considerado essencial devido ao grande fluxo de público e turistas que são cada vez mais nómadas. O TBC prima pela segurança do recinto e depois, claro, pelo conforto. Quem sai a ganhar são os bagpackers, campistas, couchsurfers, motards e os que viajam de cidade em cidade em busca das melhores atrações.

Nos eventos itinerantes o TBC estará disponível uma hora antes de abertura dos portões e até 30 minutos após o encerramento, sem interrupções. As tarifas oscilam entre 2 Euros (capacetes, casacos e sacos) até aos 4 Euros, dependendo do volume dos objectos. E no bengaleiro guarda-se “quase tudo”: “No último ano recebemos desde carrinhos de bebé até miniaturas de perfume”, comenta Juliana Torres, idealizadora do projecto.

Para muitos turistas o bengaleiro é a alternativa a uma noite de acomodação quando os concertos estão previstos para terminar madrugada adentro. É possível sair directamente do evento com as bagagens e seguir para o aeroporto ou para a rede de transportes mais próxima. Como mais uma garantia de segurança é essencial apresentar o documento de identificação tanto para a entrega dos bens como para a recolha dos mesmos.