Estivemos no concerto de apresentação do novo álbum de Valas, Check In, no Music Box em Lisboa, para ver e ouvir cada tema do que Johnny Valas chama de “viagem derradeira para o sucesso”.

Um ano e oito meses depois da apresentação do primeiro single, “As Coisas”, o vídeo ultrapassou mais de quatro milhões de visualizações no YouTube. O rapper de Évora, cidade alentejana de Portugal, editou o álbum Check In com o selo da editora discográfica Universal Music Portugal.

Valas esteve connosco um dia antes do lançamento do álbum, nos estúdios da Big Bit, mesma sala onde gravou algumas das faixas do álbum. Na primeira faixa, “El Dorado”, temos o produtor espanhol Cookin’. Na lista de produtores também temos nomes como Lhast, que tem várias faixas produzidas e ainda Agir, Diogo Piçarra, Dj Ride, Fabrice, SuaveYouKnow e Fumaxa .

Os singles “Alma Velha”, com Slow J e Lhast, “Acordar Assim” e “As Coisas” foram os grande responsáveis do atraso do álbum, mas também pela popularidade que Valas ganhou ao longo do tempo.

Valas apresentou o álbum Check In este sábado no Musicbox, em Lisboa, na companhia de D.Beat e DJ Sims.

Valas
Foto: BANTUMEN / JOÃO ROQUE

O concerto começou por volta das 23 horas e contou com casa cheia. Durante uma hora Valas deu-nos a conhecer cada músuca do álbum novo e relembrou alguns sucessos passados.

Foto: BANTUMEN / JOÃO ROQUE

O concerto começou com a primeira faixa “El Dorado”, seguindo depois para o single já conhecido “Acordar Assim”. Entretanto, o rapper voltou ao álbum de 2016 para cantar “Raiz” e recuou mais de cinco anos para cantar “Die Like A Rockstar” da mixtape Fundo Do Poço.

Valas
Foto: BANTUMEN / JOÃO ROQUE

“Terapia” voltou a levar o rapper de Évora ao novo álbum, como direito a muitos scratch por parte de Sims, que abriu assim  “Estrada no Céu”, que não contou com a presença de Raquel Tavares, mais sim de Diogo Piçarra, mostrando que também teve mão na composição do single. Em jeito de despedida, cantou ainda “Ponto de Partida” com direito a agradecimento de Valas pela colaboração no álbum.

Valas
Foto: BANTUMEN / JOÃO ROQUE
Valas
Foto: BANTUMEN / JOÃO ROQUE

Com o público entusiasmado, Valas seguiu para as faixas, “Presente”, “Preciso”, “Imagina” e para o delírio dos presentes “Alma Velha”.

Valas
Foto: BANTUMEN / JOÃO ROQUE

D.Beat e DJ Sims assumiram o palco, até Valas regressar para cantar “Dia D”, “Talvez”, “As Coisas” e terminar o concerto com “Dragões e Demónios”, de 2015, retirado do primeiro episódio do disco “44”, do colectivo “Nébula”. Esta faixa foi assinada pela produção de Last Hope, a voz de Johnny Valas e a visão cinematográfica de Miguel Mendes.