Cristina Gouveia, também conhecida como Khris Mc, começou a ganhar a atenção do público angolano depois de vencer o concurso “Superstars Girls Bandm 2011”, transmitido pela TPA.

Além de fazer parte da girls band Welwitschia Star, a artista participou em vários projetos ligados ao rap, como “Poetisas”, da Kano Kortado Records, “Bomba Relógio”, de Dj Soneca, e “FUBA Remix”.

Apesar de não fazer da música o seu único ganha-pão, Khris Mc quer manter o seu nome no movimento e conquistar mais admiradores.

O EP “Tô Aqui” tem o selo da editora Energy Team, apesar da cantora estar a ser uma artista independente. O projeto é composto por oito faixas, da qual fazem parte duas bónus track.

Na mesa de produção, Khris Mc contou com a ajuda de ND Midas, Vadsonz Valeiro, Guerra Music e Jay Lourenzo. Para complementar os temas, a “rapper” chamou Valércya Znolann, Soldier e ND Midas.

Uma das surpresas deste trabalho é o remix do hit “Bodak Yellow”, da norte-americana Cardi B, single este que catapultou a artista para as luzes da ribalta, no ano passado, com o scratch de Dj Ritchelly.

Khris explicou, em exclusivo à BANTUMEN, que por ser independente “todo o investimento a nível da imagem e da carreira” é da sua responsabilidade. Apesar de ter “contas para pagar e nem sempre ter como investir na carreira”, a jovem artista não desiste e continua a dar passos para realizar o sonho.

Quando questionada sobre o que pensa do rap feminino em Angola respondeu: “Não olho para outras mulheres que fazem rap como concorrência, olho para o mercado de modo geral”.

Eu respeito as opiniões, não sou de discutir algumas coisas, prefiro trabalhar e deixar o meu trabalho falar por mim.

Cristina Gouveia é licenciada em Direito, mas quer dedicar-se um pouco mais à música, que é uma das suas grandes paixões. O titulo do EP Tô Aqui, revela isso mesmo, apesar dos contratempos, decide abraçar a paixão que é a música.

Ouve e baixa o EP Tô Aqui, que já está disponível em todas as plataformas de streaming.