Num ido Europeu de 2016, Éder tornou-se no herói de todos os portugueses. A 10 de julho, aos 110 minutos, de um jogo duro contra a França, e em Paris, Éder marcou o golo da sua vida, dando a taça do Euro a Portugal. Hoje, a vitória é apenas uma lembrança, visto que a medalha do feito foi roubada.

Numa entrevista a um canal de televisão português, o jogador explicou que a medalha terá sido roubada. «Tinha a medalha bem guardada, tinha uma caixinha para a medalha, mas entretanto assaltaram a minha casa e roubaram a medalha», relata Éder.

O jogador nasceu em Bissau, em 1987, e é o filho mais velho de cinco. Aos três anos mudou-se com a família para Portugal, mas as dificuldades financeiras levaram-no para uma instituição de acolhimento, onde permaneceu até aos 18 anos. A sua carreira profissional no futebol começou num clube da terceira divisão portuguesa, o Tourizense. Atualmente, o atacante joga no Lokomotiv de Moscovo, emprestado pelo francês Lille.