Keurio Steezy decidiu em 2014 dar prioridade ao rap em detrimento dos estudos. O aumento da sua popularidade são os indicadores de que a sua escolha foi acertada. O rapper luandense cresceu no meio do street rap e desde cedo que o seu caminho já estava traçado.

Em quatro anos de dedicação à música, Keurio já gravou três mixtapes, um EP e está atualmente em estúdio a preparar o seu quinto projeto, que irá estar disponível na BANTUMEN, no final deste ano.

Apesar de ser novo no game, Keurio sabe exatamente o que quer e tem uma visão muito clara sobre a nova escola do rap angolano. Acho que o game está muito competitivo e eu respeito todos os que têm feito um bom trabalho”. Mas essa competição cerrada não o desmotiva na conquista dos seus objetivos: “Quero viver da música, ser um artista internacional, quero dormir e acordar para respirar música”, disse-nos em entrevista.

Mas se tudo tem corrido de vento em popa do lado profissional, nem sempre o lado familiar consegue acompanhar. Uma carreira no rap ainda não é bem visto pelas famílias angolanas. “Dizem-me constantemente que querem que faça outras cenas e que só temos uma vida. Mas ao mesmo tempo dizem-me que devemos fazer aquilo que amamos, e é exatamente isso que estou a fazer. Estou a perseguir o meu sonho. Eu amo a música e ninguém vai tirar isso de mim.”

As suas composições são como o seu diário, onde despeja a sua experiência de vida, mas há vezes onde vai buscar inspiração às experiências de outras pessoas com quem se identifica.

Nas suas influências correm as letras e vibe do “Rei da LS”, NGA. “Eu sinto que ele canta a minha vida. Podia cuspir uma única barra que eu me identifico com a música dele.”

Sobre o trabalho que está a produzir em estúdio, Keurio avança que terá seis faixas e um videoclipe. O EP deverá ser lançado até ao final do ano, mas fica atento que em breve daremos mais informações sobre o assunto.