Entre o Rap e a Kizomba: Take Me, o primeiro álbum de Blackson

Como já foi dito aqui, o rapper Ivanilson de Carvalho a.k.a Blackson, tem o rap a correr-lhe nas veias desde criança. O músico angolano que tem vindo a preparar o seu primeiro álbum entre Lisboa e Londres (onde reside), esteve em Portugal e visitou os estúdios da BANTUMEN em Lisboa para um pequena conversa acerca do novo álbum e o que os fãs podem esperar dele.

“Take Me” é o nome do primeiro trabalho discográfico do rapper que está agendado para o último trimestre deste ano e que já conta com cinco singles promocionais, todos com videoclipe e também disponíveis nas plataformas digitais que fazem antevisão do LP.

“Sexy Mama”, “Balar”, “Take Me”, “Quero Provar” e “Vem Cá” são os títulos que mostram um pouco do que se pode esperar do álbum, que não se fica apenas pela apresentação de Blackson, como também de uma alternância de estilos entre o rap e o zouk. Como o próprio afirma: é um “RapZomba”.

Após o singleBalar“, com a colaboração do cantor e amigo PDL II, que atingiu mais de 200 mil visualizações no YouTube, que nos traz uma vibe mais calma e romântica ao estilo da kizomba, Blackson sentiu que podia fazer algo de diferente na sua música e deixou de lado o rap street, por enquanto.

O álbum Take Me foi um processo muito criativo, onde o rapper trabalhou com vários produtores com os quais nunca tinha trabalhado antes. “As pessoas podem esperar faixas mais calmas, um rap love soft, com instrumentais de kizomba, boa mensagem, flow, métrica e bons chorus” conclui Blackson.

No video abaixo, Blackson deu-nos a conhecer mais do seu percurso musical, a sua ligação com o rap e o porquê de hoje estar a fazer Kizomba ou RapZomba. O cantor angolano explicou ainda alguns detalhes do álbum assim como os storyboards usados nos últimos clipes lançados na sua página de YouTube.

Equipa BANTUMEN

A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.