Podcast #20: PEKAGBOOM, o rap de intervenção social

Pércio Sousa Neves e Silva, conhecido por PEKAGBOOM, é um rapper são-tomense, nascido em Angola, com um vínculo e amor muito grande por São-Tomé e Príncipe. Neste podcast, Pércio dá-nos a conhecer um pouco do seu percurso, o que o move e as lutas que travou enquanto adolescente e a vitória de uma mãe que criou os seus filhos sem o apoio de um pai.

A imigração fez com que viesse para Portugal juntamente com os seus irmãos em busca de melhores condições de vida. Foi na Quinta do Mocho, em Lisboa, Portugal que deu os primeiros passos no rap, integrou o grupo “Império Suburbano” e tinham como objetivo principal cantar sobre o que viviam e como mudar a sociedade onde estavam integrados.

A idade adulta fez com que o grupo se separasse e cada um seguisse rumos diferentes, PEKAGBOOM fez questão de continuar no ativo, a cantar.  O rap que faz é de intervenção, aborda temas de cariz social e político, as desigualdades sociais, direitos humanos e corrupção, e sempre sob a influência dos seus ídolos como Valete, Azagaia, Sam The Kid, Kid MC, Kendrick Lamar, Eminem, Nas, entre outros.

Banho Público foi o primeiro álbum do rapper, lançado em São Tomé e Príncipe no espaço Cacau, que podes ouvir aqui. O EP foi bem recebido pela comunidade são-tomense e em 2017 foi homenageado como “Melhor Rapper de Intervenção Social” na II gala de  “África is More” e considerado pelo site Planeta Rap Luso como melhor rapper São-tomense do ano 2016 e, ainda, recebeu o título de Melhor Álbum de Rap de São Tomé.

Os singles de outras mixtapes como: “Muala Plegida” em 2015 foi nomeado para duas categorias do STP Music Awards como “Melhor Rap e Melhor Compositor”. Em 2017 a música “Sem-Abrigo” e “Vergonha-remix” foram nomeadas nas categorias “Melhor Videoclip/Melhor Rap.

Neste momento, PEKAGBOOM está a trabalhar no seu segundo álbum, intitulado Mata Pau, que já tem dois singles lançados: “Mãe Africana“, com a participação especial da estilista são-tomense Roselyn Silva, e “Guetto Miudo“, com Phoenix RDC.

Ouve abaixo o podcast:

BANTUMENPodcasts #20: O Rap de Intervenção Social by BANTUMEN

Wilds Gomes

Sou um tipo fora do vulgar, tal e qual o meu nome. Vivo num caos organizado entre o Ethos, Pathos e Logos - coisas que aprendi no curso de Comunicação e Jornalismo. Do Calulu de São Tomé a Cachupa de Cabo-Verde, tenho as raízes lusófonas bem vincadas. Sou tudo e um pouco, e de tudo escrevo, afinal tudo é possível quando se escreve.