A canábis é cada vez mais assunto de debate em vários hemiciclos, depois de vários países legalizaram o consumo de cannabidiol. O Canadá foi o último onde o uso da planta foi legalizado, apenas para fins medicinais. O que faz com que o sector da marijuana aumente e cresça rapidamente.

Esse crescimento desperta o interesse de grandes marcas mundiais, por ser uma planta medicinal e por trazer benefícios a futuros negócios, quer na pastelaria quer nos sector de bebidas e refrigerantes. No início desta semana, a Bloomberg anunciou que a Coca-Cola está a equacionar uma bebida à base de canábis.

Esta notícia fez disparar as atenções das pessoas, o aumento das cotações da bolsa e os mercados segundo o JN. A ideia é fazer uma bebida com infusão de canábis que se foca apenas na área da saúde e bem-estar para o alívio de inflamações, dor e cólicas. Incluído na bebida estaria presente apenas o cannabidiol (CBD), o componente activo não-psíquico que se encontra na marijuana, e não a sua componente psíquica (THC).

A Coca-Cola e a Aurora Cannabis poderão criar uma parceria, uma vez que ambas as empresas já tinham mostrado interesse no assunto. Segundo a Coca-Cola “assim como outras [empresas] na indústria das bebidas, estamos a analisar de perto o crescimento do não-psíquico CBD como um ingrediente em bebidas para bem-estar funcional”, já a Aurora mostrou que é um “incrível potencial” esta área de negócio.