Os Reis do Rompimento – Primeira Liga é um combate de titãs verbais de rua a acontecer em Angola. O seu sucesso é irrefutável, basta observar a lotação esgotada de cada evento. E a culpa é dos gladiadores de Fly Skuad. Cada rompidor assume o microfone sem medo de destruir o seu adversário com mestria poética. Este ano, e pela segunda vez consecutiva, Salomão, o rei dos mestres, consagrou-se o vencedor da competição.

Decorreu este domingo, 7 de outubro, a final dos Reis do Rompimento – Primeira Liga. O Cine Africa foi o palco do evento que colocou frente a frente Punchlinero e Salomão Rei, num duelo de titãs em que o Rei foi mais forte e garantiu a dobradinha.

A opinião do júri, composto por C4 Pedro, Ready Neutro e Sanguinário, foi unânime e todos deram o seu voto individual a Salomão, por ter sido incisivo e implacável no ataque verbal ao seu adversário.

Foram várias as centenas de fãs do movimento Rompimento que estiveram no local a aplaudir os finalistas, a felicitar o vencedor e estarão, certamente, expectantes pela 6ª temporada da principal Liga de Rompimento de Angola.

Salomão Rei chegou à final depois de ter vencido Paizão, nas meias-finais que decorreram na sala de espectáculos da Escola Nzinga Mbande. A batalha não deixou qualquer margem para dúvidas sobre a superioridade lírica de Salomão que foi vencedor nos três rounds, continuando assim na luta pela revalidação do seu título, uma vez que é o Rei do Rompimento da 4ª temporada.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Não te enganes, ele é o melhor de todos. S A L O M Ã O 👑 R E I

Uma publicação partilhada por Fly Skuad (@flyskuad) a