psg

PSG acusado de classificar possíveis contratações “por raça e etnia”

As revelações do Football Leaks continuam a atingir o Paris Saint-Germain. O clube foi acusado de classificar por etnias os jovens futebolistas em avaliação pelo departamento de recrutamento, entre 2013 e 2018, revelou o site Mediapart, no âmbito de revelações do Football Leaks.

O clube da capital francesa reconheceu nesta quinta-feira ter tido conhecimento de uma lista étnica de possíveis contratações de jogadores jovens para o seu centro de treinamento nestes últimos anos. A nova ministra dos Desportos, Roxana Maracineanu, denunciou essas ações e mencionou possíveis sanções.

“Como Ministra do Desporto, quero expressar minha consternação pelas revelações publicadas na comunicação social. Se esses atos de discriminação forem comprovados, serão punidos com sanções disciplinares ou até penais. Não podemos tolerar pessoas identificadas e recrutadas de acordo com a sua cor de pele ou a sua origem. É por isso que é essencial esclarecer este caso. Por isso, pedi ao Presidente da Federação Francesa (FFF) (Noël Le Graët) e ao Presidente da Liga Profissional (LFP) (Nathalie Boy de la Tour) que examinasse este dossier o mais rapidamente possível e mais amplamente, fazer recomendações para mudar atitudes e combater esse tipo de comportamento dentro e fora dos campos desportivos. O Estado reserva-se o direito de dar seguimento a este caso”, advertiu a ex-nadadora.

nv-author-image

Equipa BANTUMEN

A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.