O serviço de streaming tem se expandido rapidamente aos quatro cantos do mundo e África não foge à regra. Para 2019, o plano da Netflix é produzir mais séries originais do continente berço.

A Netflix anunciou recentemente na conferência da Content London que a sua equipa na Europa tem procurado oportunidades em África. De acordo com Erik Barmack, vice-presidente das séries originais internacionais da Netflix, “é definitivamente este o caso, vamos ‘encomendar’ algumas séries feitas lá, em 2019”.

Os filmes que têm feito sucesso no contiente africano e têm chamado a atenção mundial devido as suas características únicas são de Nollywood. Apelido que se refere à indústria cinematográfica nigeriana, considerada a terceira maior indústria de produção de cinema do mundo, atrás apenas de Hollywood e Bollywood.

View this post on Instagram

❤️

A post shared by Genevieve Nnaji (@genevievennaji) on

O serviço de  streaming anunciou também que o filme “Lionheart” será a primeira produção original da Netflix a sair da Nigéria. A diretora, atriz e cantora Genevieve Nnaji foi a escolhida para representar Nollywood na Netflix.

Vê o trailer abaixo:

Erik acredita que em dez anos as séries mais vistas na Netflix sejam de produções internacionais. O número de usuários que assistem filmes estrangeiros sem ser em inglês tem crescido – e esse aumento afetará o talento e o alcance da indústria de TV e cinema globalmente.

“A grande mensagem que queremos passar é que o talento não precisa sair de casa para conquistar grandes públicos, e não é necessário escolher Hollywood em comparação com o seu próprio país”, disse Barmack na conferência. “Acreditamos na capacidade de levar o público a assitir filmes e séries independentemente do idioma que se fala ou de onde vem a produção”, conclui Erik.