trevor noah

Avó de Trevor Noah não vê “Daily Show” devido a um problema comum em África

Trevor Noah levou o “Daily Show” até à sua terra natal, África do Sul. Numa viagem nostálgica de reencontros e lembranças, o famoso apresentador de televisão deu a conhecer ao público a sua avó para juntos relembrarem histórias da época do apartheid, de Nelson Mandela e do próprio Noah que, fruto de uma relação interracial, algo estritamente proibido, vivia escondido em sua própria casa.

Noé, Nomalizo Frances Noah, aos 91 anos e nove meses (que a própria insiste em frisar) ainda vive na sua antiga casa e se recusa a visitar Nova Iorque, porque “voar sobre o mar” não é para ela.

Com uma lucidez surpreendente e um sentido de humor acutilante, percebemos que as qualidades humorísticas de Trevor estão nos genes, Noé fala sobre o impacto da vida e da liderança de Nelson Mandela nos negros sul-africanos, sobre o horror do trabalho não remunerado em fazendas de batata e o medo de polícias brancos. A avó do apresentador relembra ainda como foi difícil esconder uma criança mestiça no bairro de Soweto, uma experiência que Noah também compartilhou no seu livro de memórias Born a Crime.
Num momento de puro regozijo e ironia, avó e neto gozam com o facto de Noah ter atualmente brancos a trabalharem para ele.

Noé recorda ainda como Noah era indisciplinado enquanto criança e o facto dos seus chinelos conhecerem bem o traseiro do neto.

Na sua humildade, Noé recusa sair de sua casa para viajar até aos Estados Unidos, onde Noah vive e trabalha actualmente, a ideia de apanhar um avião não a agrada. A nonagenária afirma ainda ironicamente também que nunca assistiu a um episódio do Daily Show por um motivo transversal a quase todos os africanos, os “apagões” de energia.

Os apagões programados implementados pelo fornecedor nacional de energia, Eskom, acontecem aparentemente para preservar a rede de energia nacional sobrecarregada. Implementada pela primeira vez em 2014, as falhas de energia tornaram-se parte do dia-a-dia sul-africano, causando o caos, além de que estas acabam por incidir mais sobre determinadas zonas do que outras. A situação deveria ter sido resolvida em 2016, mas a corrupção em empresas estatais deixou a África do Sul, um país produtor de carvão, sem carvão suficiente para produção de energia. Contudo, apesar da frustração, sul-africanos como a avó de Noah lidaram com a questão com humor.

“Tu sabes que o prato da DStv lá fora é apenas para mostrar”, brincou referindo-se ao dispositivo da operadora de televisão.

Vê o vídeo completo da visita de Trevor a avó:

TRABALHO DE PRETO
nv-author-image

Equipa BANTUMEN

A BANTUMEN é um magazine eletrónico em português, com conteúdos próprios, que procura refletir a atualidade da cultura urbana da Lusofonia, com enfoque nos PALOP e na sua diáspora.